Make your own free website on Tripod.com








.
Bulimia













Home

Anna | Pro-ana | Dicas | Dietas | Receitas | Bulimia | Transtorno alimentar | Contato | Blogs | Links | Anorexia




















MAIS SOBRE A BULIMIA...

Hoje em dia, a bulimia um comportamento mais comum do que pensamos, principalmente entre os jovens.
O comportamento bulmico apresenta duas fases: a compulso e a limpeza (vmitos induzidos e uso de laxantes).


A COMPULSO

Embora existam variaes individuais, define-se a compulso como a ingesto rpida de uma grande quantidade de alimentos ricos em calorias num pequeno espao de tempo. Pode consistir de qualquer produto, na maioria das vezes, o que estiver disponvel no momento.
Aps o incio da crise, muito difcil interromp-la. Os pacientes costumam descrever uma sensao de xtase ou de torpor.
A comida pode ser ingerida to rapidamente que nem sequer saboreada. Um episdio bulmico consiste no consumo mdio de 1.500 a 3.000 calorias, apesar de haver relatos de indivduos que consumiram at 60.000 calorias numa nica crise. Algumas vezes, o bulmico usa laxantes mesmo sem comer compulsivamente; a ingesto no planejada de alimentos gera um sentimento de culpa e ansiedade, levando-o a eliminar o excesso.
Geralmente, a ingesto compulsiva interrompida apenas quando se esgotam as fontes de alimento ou de dinheiro, ocasionando um grave desconforto abdominal e emocional no indivduo.

Caractersticas da ingesto compulsiva de alimentos:

a) o ato de comer compulsivamente, em geral, ocorre s escondidas
b) os episdios podem ou no ser planejados
c) geralmente, os episdios so caracterizados pela ingesto rpida e frentica dos alimentos
d) alguns pacientes contam que entram em um estado diferente quando comeam a comer; muitos relatam que nem sequer sentem o gosto dos alimentos

Os fatores desencadeantes mais comuns incluem:

a) situaes de mau humor
b) problemas de relacionamento
c) fome decorrente de restries dietticas
d) sentimentos negativos relacionados imagem corporal


A LIMPEZA

Cerca de 70 a 80% dos pacientes com bulimia procuram eliminar os alimentos ingeridos pelaa induo de vmitos, enquanto 30% utilizam laxantes.

Riscos associados limpeza:

a) laxantes
Existem vrios efeitos colaterais decorrentes do uso abusivo de laxantes. Os agentes mais comumente utilizados so aqueles que estimulam o trnsito intestinal. Algumas pessoas utilizam grandes quantidades aps a ingesto alimentar, na tentativa de eliminar os alimentos. Trata-se de um meio ineficaz de livrar o organismo das calorias, j que a maior parte delas absorvida antes de atingir as pores distais do trato digestivo. Alm disso, se o intestino adaptar-se ao uso dos laxantes, a interrupo pode provocar constipao e desconforto abdominal, levando o indivduo a utilizar novamente o medicamento e perpetuar este ciclo. A longo prazo, os laxantes podem causar depleo de potssio e desidratao. Outro risco inerente ao uso crnico destes remdios reside na possibilidade do intestino tornar-se irresponsivo. A melhor maneira de lidar com o abuso de laxantes interromper o ciclo vicioso. Voc pode sentir alguns efeitos indesejveis nos primeiros dez dias, mas o funcionamento normal do intestino costuma retornar aps este perodo. Alguns indivduos preferem usar laxantes base de ervas durante essa fase de transio.

b) diurticos
Os diurticos representam a maneira menos eficaz para o controle do peso. Seu modo de ao se baseia na eliminao da gua corporal, diminuindo a sensao de plenitude. O uso crnico destas drogas pode provocar leses renais ou insuficincia renal, alm de promover distrbios hdricos e eletrolticos, que podem causar arritmias cardacas fatais.

c) induo de vmitos
Pode causar leses de vasos oculares, eroses dentrias, leses esofgicas ou depleo de potssio, e que podem acabar em arritmias cardacas fatais.


Comida eh crack,cuidado!

Voltar home